Concurso PM-PE: editais para soldado e oficial são publicados

Foram publicados no Diário Oficial do estado de Pernambuco desta sexta-feira, 8, os editais para soldado praça da Polícia Militar de Pernambuco e para oficial da PM-PE. O primeiro edital (soldado) traz 500 vagas para nível médio e tem remuneração de R$2.819,88, após o curso de formação.

Já o edital para oficiais traz 80 vagas, sendo 60 para candidatos ao cargo de oficial da Polícia Militar de Pernambuco e 20 para o cargo de oficial do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBM-PE).

Para oficial da PM-PE, é necessário ser graduado em Direito. Já para o CBM-PE, são aceitas graduações em qualquer área. Para ambos, a remuneração é de R$8.576,58, durante o estágio probatório, e de R$9.007,56 após a promoção ao cargo de segundo-tenente.

Além da escolaridade, para todos os cargos, os candidatos devem preencher requisitos específicos, sendo:

  • Ter, no mínimo, 18 anos completos na data de ingresso na carreira de militar do Estado e, no máximo, 28 anos na data de inscrição no concurso, considerando-se esta idade até o dia anterior à data em que o candidato completará 29 anos;
  • Ser habilitado para a condução de veículos automotores, no mínimo na categoria;
  • Possuir altura mínima de 1,65m para homens e altura mínima de 1,60m para mulheres.

Outra boa notícia é que as inscrições começam já no dia 10 de junho, a partir das 0h, por meio do site do Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe). Os interessados terão até às 23h59 do dia 16 de julho para se inscrever. O valor da taxa de inscrição é de R$135 para soldado, e R$150 para oficial.

A solicitação de isenção da taxa de inscrição poderá ser feita no período de 10 a 22 de junho, para o cardo de soldado, e de 10 a 18 de junho, para os oficiais. Poderão pedir a isenção os candidatos que estiverem regularmente inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou que forem membros de família de baixa renda.

Clique aqui e solicite a sua apostila preparatória!

Provas da PM-PE e CBM-PE serão em agosto

As provas do concurso PM-PE serã aplicadas a partir de agosto. Para oficiais, as provas objetivas serão realizadas no dia 12, já os candidatos a soldado realizarão a avaliação no dia 26 do mesmo mês.

O exame para soldados da PM-PE terá 60 questões objetivas distribuídas pelas disciplinas de: Conhecimentos de Língua Portuguesa (15); Conhecimento de Matemática (10); Conhecimentos de Geografia (10); Conhecimentos de História (10); e Conhecimentos de Direitos e Garantias Fundamentais (15).

Para o cargo de oficial da PM-PE, a prova terá 70 questões, que serão divididas por Linguagens, Códigos e Estatísticas e suas Tecnologias (30) e Conhecimentos Jurídicos (40), além de uma redação.

Já para oficiais do Corpo de Bombeiros, a divisão das 70 questões será diferente, sendo: Linguagens, Códigos e Estatísticas e suas Tecnologias (15), Matemática e suas Tecnologias (15), Ciências da Natureza e suas Tecnologias (20) e Conhecimentos Jurídicos e Legislação Específica (20), além da redação dissertativa.

Além da prova objetiva, os candidatos ao cargo de soldado da PM-PE ainda serão avaliados por etapas como: exame de saúde (outubro), teste de aptidão física (janeiro de 2019), e avaliação psicológica (fevereiro de 2019).

Já para os oficiais da PM-PE e do Corpo de Bombeiros, após as avaliações objetivas e discursivas, os aprovados serão convocados para as demais etapas do concurso, de acordo com a classificação em cada fase, sendo elas: exame de saúde (setembro/outubro), teste de aptidão física (novembro) e avaliação psicológica (novembro).

Caso sejam aprovados em todas as etapas, os candidatos serão convocados para a realização da matrícula no curso de formação. O Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe), organizador do concurso, foi escolhido por meio de dispensa de licitação em março deste ano. O contrato já foi assinado e toda a parte formal do concurso já foi finalizada.

Os concursos vão oferecer um total de 580 vagas. Dessas oportunidades, 500 serão para o cargo de soldado, 60 para oficiais da PM e 20 para oficiais do Corpo de Bombeiros. A seleção terá validade de dois anos. Durante este prazo, mais aprovados poderão ser chamados, conforme a necessidade das instituições.

Compartilhar